Conceito
Doença da pele que se caracteriza pela produção de pápulas (elevações da pele) umbilicadas (com uma depressão central), de cor que varia do branco peroláceo (translúcido) ao rosa, em geral com 2 a 6 milímetros de diâmetro e com base (local de implantação) levemente hiperemiada (avermelhada). São comumente múltiplas principalmente por serem auto-inoculáveis. As lesões são levemente pruriginosas (produzem coceira) e localizam-se em qualquer região da pele (face, tronco e áreas expostas das  extremidades) e, mais raramente, nas mucosas. Podem ocorrer em qualquer idade mas são mais comuns em crianças de 0 a 12 anos.

Sinônimos
Molusco 

Agente
Poxvírus

Complicações/Conseqüências
Doença de evolução benigna. Em geral há cura sem seqüelas.

Transmissão
Contato direto com pessoas infectadas. Também através de toalhas, vestimentas, piscinas etc. Em adolescentes e adultos a localização das lesões na região anogenital sugere transmissão sexual.

Período de Incubação
2 semanas a 3 meses após a contaminação.

Tratamento
O tratamento de escolha é a remoção das lesões por curetagem (realizada por médico). Também ocorre involução espontânea das lesões, sem deixar seqüelas, após 6 meses a 2 anos do seu início. 

Prevenção
Evitar contato físico com pessoas infectadas.

Fotos

Lesões do Molusco Contagioso (x 2).


Lesões no Pênis.